10th October 2013

Post

"Voltando à pergunta. Não, não é fácil, Juliete. Primeiro você precisa saber o que quer, e depois assumir pra você mesmo que é isso que você quer, e essa não é a estória toda, não é nem metade do caminho e já dá uma vontade de desistir e fingir não querer porra nenhuma. Mesmo com tudo organizado em mente, você ainda precisa correr atrás do que afinal escolheu. Essa é a parte mais difícil. Conseguir as coisas. Querer coisas é muito bom, mas qualquer um quer."


Gabito Nunes em “Juliete Nunca Mais”: http://www.julietenuncamais.com.br/2013/10/054-e-33.html#ixzz2hMr7H1hE

13th August 2013

Photo reblogged from Abandoned But Loved with 180 notes

mavricklight:

Would urban explore the shit outta this place.

mavricklight:

Would urban explore the shit outta this place.

Source: mavricklight

13th August 2013

Photo reblogged from Rios, pontes e overdrives with 37 notes

marianovadillo:

Brazil-Recife.

marianovadillo:

Brazil-Recife.

Source: marianovadillo

11th June 2013

Photo reblogged from olheosmuros with 230 notes

olheosmuros:

Na Turquia: “A revolução não será televisionada!”

olheosmuros:

Na Turquia: “A revolução não será televisionada!”

10th June 2013

Photo reblogged from THUG WAFFLE with 70,830 notes

hercrossroads:

yes.

hercrossroads:

yes.

10th June 2013

Photoset reblogged from 海外子女 with 166,397 notes

kateoplis:

Huxley vs. Orwell

Source: kateoplis

10th June 2013

Photo reblogged from Abandoned But Loved with 133 notes

destroyed-and-abandoned:

The Packard - the largest abandoned facility on the planet Source: Notkalvin (flickr)

destroyed-and-abandoned:

The Packard - the largest abandoned facility on the planet
Source: Notkalvin (flickr)

Source: destroyed-and-abandoned

10th June 2013

Photo reblogged from Chamego, cachaça e baião. with 80 notes

brazilwonders:

Serra Da Coruja - Arcoverde, Pernambuco (by snow-flvkes)

brazilwonders:

Serra Da Coruja - Arcoverde, Pernambuco (by snow-flvkes)

Source: brazilwonders

10th June 2013

Post reblogged from with 134 notes

brunavieira:

Quanto tempo você precisa para não precisar mais de tempo algum?

5th May 2013

Post

Eu, Valentin.

Na tranquilidade de estar em casa, mas sem conseguir se livrar do caos dos pensamentos que insistem em não cessar, surge, aos poucos, nos acordes suaves das cordas de nylon, as histórias, lembranças e desejos de alguém capaz de transformar a solidão em melodia.. Preferindo estar só, seja por incompetência para o bom humor, pela vontade de partir, de virar o barco, de viver sozinho ou simplesmente pela sintonia perfeita de estar apenas consigo mesmo e um violão, Valentin transborda sinceridade de momentos íntimos com detalhes que pulam do coração para os ouvidos de quem ouve. As canções trazem tanto a paz de uma primavera, como a tristeza de arrependimentos de amores perdidos, todas carregadas de uma intimidade sobre a qual muitas pessoas não têm coragem de falar. O projeto Valentin poderia ser definido simplesmente como as lembranças, vividas ou inventadas, por alguém que leva na ponta do violão sua forma de ver a vida. Entre verdades, tristezas e esperanças de que o vento sopre forte e traga algo novo, Valentin carrega nos ombros algumas frustrações, amores e todas as memórias da vida de um cara movido pela música.